O juiz substituto Renato Borelli determinou nesta terça-feira (25) a suspensão imediata do decreto publicado na semana passada pelo governo federal que aumentou o imposto que incide sobre a gasolina, o diesel e o etanol. Ainda cabe recurso.

-Anunciantes-

A decisão determina o retorno dos preços anteriores ao aumento dos combustíveis. O juiz da 20ª Vara Federal de Brasília suspendeu o aumento da alíquota de PIS/Confins e disse que atendeu pedido feito em ação popular, movida pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs.

A Advocacia-Geral da União (AGU) informou através de nota que vai recorrer da decisão.

Em Salvador, os postos reajustaram o valor dos combustíveis, repassando para as bombas o aumento da alíquota do PIS/Cofins, antes mesmo de os produtos chegarem com a nova tarifação. O CORREIO percorreu 20 postos da capital e Região Metropolitana assim que o aumento começou a valer, na última sexta (21), e achou locais onde o valor chegou a R$ 4,25, como o Posto BR Petrobras do Bonocô.

Ao contrário do que aconteceu quando houve a redução do valor médio dos combustíveis nas refinarias, o aumento foi imediato. Com as mudanças na política de preços da Petrobras, o setor disse que teria dificuldades em repassar a queda do valor imediatamente – o que o bolso do consumidor não viu, no entanto, com relação ao acréscimo relâmpago na bomba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here