Esportes

Em jogo de muitos gols, Guarapuava vence Caramuru em Castro na Chave Ouro

Com mais uma derrota, o time de Castro permanece na lanterna da Competição

Efetividade foi a tônica do jogo para os visitantes. Em partida repleta de gols, o Guarapuava aproveitou as chances que teve e venceu o Caramuru por 4 a 3 no Pagnacco. Com a derrota no último domingo (25), o alvinegro castrense diminui as chances de classificação, sem vencer nenhum jogo no campeonato ao final do primeiro turno.

Apesar da competência do time dentro de quadra, Farinha, fixo do Guarapuava, chamou a atenção para o que ele classifica como “relaxamento” da equipe nos últimos minutos da partida, que culminaram em dois gols do Caramuru. “É normal que no fim dos jogos o gás vá se acabando, mas não podemos deixar que isso se torne um convite para o time adversário vir pra cima”, aponta.

Como ponto positivo, o jogador destaca o aproveitamento do time dentro jogo e também como a postura do time em forçar e jogar em cima dos erros da equipe castrense. “Apesar de tomarmos o gol nos primeiros minutos, nós fizemos uma marcação alta e assim quando roubávamos a bola e tínhamos uma defesa quebrada e menos distancia para finalizar”, argumenta.

A situação do Guarapuava dentro da Série Ouro é confortável, hoje o time ocupa a quinta posição com 16 pontos, mesma pontuação do quarto colocado Marechal Candido Rondon, que está numa situação melhor por conta do saldo de gols. O Guarapuava tem saldo 30, e Marechal 26.

O Caramuru vive um cenário bastante oposto do seu adversário. Lanterna da liga, o time somou dois pontos, que foram conquistados jogando em casa. A equipe de Castro sofreu 8 derrotas e ainda não venceu nenhuma partida. Os números também não são favoráveis; em 10 jogos, tomou 35 gols e fez 17 e tem saldo de -18.

Capitão e jogador mais experiente do time, Biro chama a atenção para a oscilação do time dentro do jogo, entretanto, não se esconde da responsabilidade pelo desempenho frustrante na temporada. “Não temos conseguido manter o ritmo dentro de jogo, abrimos o placar e não mantivemos e com isso levamos a virada”, destaca.

Biro reforça que o grupo não pode se entregar e precisa ter uma nova postura de jogo e ficar mais atento dentro da partida, evitando assim a sequência de maus resultados no campeonato. “São erros bobos, mas que a gente não corrige. Mais um jogo que assim, precisamos ter mais concentração e evitar erros primários. Demos dois gols para eles, e depois tivemos que correr atrás, de dois gols que ainda assim não foram suficientes”, conclui.

Informações: RBM Assessoria de Imprensa

Tags

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Citar a fonte ao copiar.
Fechar